domingo, 16 de agosto de 2009

"Em Escuta": "Home Edition" dos Phist (post fixo)

Os Phist (Porto) são uma banda do Porto que, como tantas outras, se juntou para tocar e dar azo ao seu gosto pela música. Dizem os próprios "...sem fronteiras nem estilos limitativos, a não ser o nosso próprio gosto. Fazemos dos concertos o nosso habitat preferencial".

No início de Abril apresentaram o seu EP de estreia, intitulado "Home Edition". É este o trabalho que agora apresentamos e que podem ouvir na barra da direita do blogue.

As músicas em escuta são:

1 - "Ever Feeling"
2 - "Rising Moon"
3 - "She's Calling Again"
4 - "Knowledge" (ao vivo)

Para mais informações vai a:
http://www.myspace.com/phistband
http://phistband.blogspot.com/

9 comentários:

zécarlos disse...

Ora bem!
Os Phist!
Vi ao vivo uma vez quase por acaso. e aconselho a quem poder ver!
Muito bom mesmo!

Espigõum disse...

Por momentos o som deles faz-me lembrar Misfits. E isso é Muito bom! :))

Miguel disse...

Por acaso, excelente comparação!
O ano passado vi-os na rua do Plano B, e foi muito bom! Grande som! Quase que já nem me lembrava deles, mas curti largo nessa noite a cena deles! Alem de bom som, tem uma atitude muito no "bota pa bateira"

Anónimo disse...

devo confessar que ouço aqui algum Green day e algum Ramones! Não sei dizer é se é bom ou mau! LOL

Anónimo disse...

Som curioso! Merecia melhor produção, não?

A.Caeiro disse...

Nova edição:
http://antidemoscracia.blogspot.com/

Nervo disse...

Cada vez mais completo e rico.Parabéns pelo vosso trabalho;)

TONTURA RURAL MUSICA EXPERIMENTAL E POESIA LUCIA disse...

Tontura Rural eh o resultado do encontro do projectos Preguizza (Luís Antero, Samuel Ufus) e Engenho (Marco Ramos, Samuel ufus). Estes indivíduos com origens na mesma região de Coimbra e com interesses comuns em relação há música experimental, improvisada, de variz psicadélica decidiram juntar-se de forma a prolongar a chama dessa fogueira ruidosa há volta da qual se pratica musica assumidamente paranóica. Atraído pela fumaça dessa fogueira veio juntar-se ao ritual um homem da invicta, o sor Al Rucini, patrono da netlabel Electro Rucini e assim apareceu a visão da Tontura Rural, um álbum dedicado as fantasmagorias da província. Para alem destes indivíduos outros lunáticos com algum tipo de ligação ao provincismo surreal deram a sua contribuição poética: Toze Figueiredo, Skywalker, pintor com origens no interior de Coimbra mas com base em Londres. André Santos, residente na zona de tábua e autor do projecto SRéDoido. Pedro Nuno Veloso, contribuiu com o poema Morphosy. Há também a participação de duas senhoras: Arlete Ferreira, de Arganil, terra por onde esse escritor da ruralidade crua, Mıguel Torga se passeou e ainda Carmen Serralva, mais uma personagem da invicta, responsável pelo berreiro abstracto-xamanico.

Gajuve disse...

Última Semana!!!
Estão abertas a inscrições...
Mais informações em:

www.mun-setubal.pt
www.mun-setubal.pt/gabinetejuventude


ps: por favor divulguem esta mensagem, obrigada